quinta-feira, junho 21, 2012

Entre Estações e Trilhos

O destino me disse um nome, eu anotei
Ele não me disse o lugar, mas para algum lugar eu fui
No trem de minhas expectativas
E ao me deparar com o lugar, me apaixonei
O nome era aquele mesmo, mas a estação estava errada

No trilhos da insistência e da teimosia
Descarrilhei
Sem nome da estação de destino, vaguei
Vaguei

E aquele nome novamente me apareceu
Em uma placa simples, esquecida e empoeirada
Vítima do tempo que tudo corrói
Sofrida pelos que a ignoraram

Era o mesmo nome e estranhei

Existem duas estações com mesmo nome?
Quando se trata de distância, sim
Desembarquei
Existirá amor numa estação de trem?
Quando se trata de amor, sim
Me acomodei
Já existiram encontros marcados entre ferrovias?
Quando se trata de destino, certamente
Me entreguei

Um comentário:

ღ ℓєℓℓσσ ღ disse...

Que legal, atualizado. Adorei :)